Eu escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida.

(Clarice Lispector)
Minha foto
" Pedi minhas contas, viajei e caí no mundão. Vou ver o mundo tendo o mundo como anfitrião. Florestas, rios, cidades e litorais. Pessoas, sentimentos, tradições e rituais.Colocarei meus pés em trilhas, pedras, manguezais. Fazendo o elo entre meus filhos e meus ancestrais. Serei sincero com o meu verdadeiro ser. Quero servir, quero ensinar, eu vim pra aprender. "

Semeiam Comigo *

Músicas

Músicas
Dos sonhos cantados.

Os prazeres singelos são o último refúgio dos homens complicados. (Oscar Wilde)

terça-feira, 26 de julho de 2011

Em mim

" Penso sempre que um dia a gente vai se encontrar de novo, e que então tudo vai ser mais claro, que não vai mais haver medo nem coisas falsas. Há uma porção de coisas minhas que você não sabe, e que precisaria saber para compreender todas as vezes que fugi de você e voltei e tornei a fugir. São coisas difíceis de serem contadas, mais difíceis talvez de serem compreendidas — se um dia a gente se encontrar de novo, em amor, eu direi delas, caso contrário não será preciso. Essas coisas não pedem resposta nem ressonância alguma em você: eu só queria que você soubesse do muito amor e ternura que eu tinha — e tenho — pra você. Acho que é bom a gente saber que existe desse jeito em alguém, como você existe em mim. ”

[Caio F.]

2 comentários:

Karla Thayse disse...

Amo esse techo!

Sempre encontro belezuras por aqui...

Lindos dias pra vc Roberta!

Beeijo

Letícia disse...

Caio Fernando é sempre maravilhoso! :D