Eu escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida.

(Clarice Lispector)
Minha foto
" Pedi minhas contas, viajei e caí no mundão. Vou ver o mundo tendo o mundo como anfitrião. Florestas, rios, cidades e litorais. Pessoas, sentimentos, tradições e rituais.Colocarei meus pés em trilhas, pedras, manguezais. Fazendo o elo entre meus filhos e meus ancestrais. Serei sincero com o meu verdadeiro ser. Quero servir, quero ensinar, eu vim pra aprender. "

Semeiam Comigo *

Músicas

Músicas
Dos sonhos cantados.

Os prazeres singelos são o último refúgio dos homens complicados. (Oscar Wilde)

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

À moda antiga


Quero um amor à moda antiga, daqueles repletos de suspiros e quase desmaios. Eu quero um amor que me pegue pelas mãos e me chame para dançar. Que me tire do chão e me faça acreditar que não haverá quedas. Me rodopie baby, quero ficar tonta com o seu sorriso. Preciso de flores na minha estante, pra que eu possa sempre me lembrar quão lindo é o desabrochar de um amor. Pegue o seu violão e cante para mim, não quero saber da sua afinação e sim de como me sinto quando sua voz toca o meu coração. Vem pra perto e diga ao pé do meu ouvido coisas como " Love me tender, love me sweet, never let me go. You have made my life complete, and i love you so ". Faça minha nuca arrepiar ao tocar minha bochecha, ao me beijar deixe em minha boca um gosto de quero mais. Vem menino me faça te amar, que nos faço inesquecíveis.

Um comentário:

JOSÉ RAFAEL MONTEIRO PESSOA disse...

Tão romântica! Tão sublime!
Tão apaixonante!Tão Roberta!