Eu escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida.

(Clarice Lispector)
Minha foto
" Pedi minhas contas, viajei e caí no mundão. Vou ver o mundo tendo o mundo como anfitrião. Florestas, rios, cidades e litorais. Pessoas, sentimentos, tradições e rituais.Colocarei meus pés em trilhas, pedras, manguezais. Fazendo o elo entre meus filhos e meus ancestrais. Serei sincero com o meu verdadeiro ser. Quero servir, quero ensinar, eu vim pra aprender. "

Semeiam Comigo *

Músicas

Músicas
Dos sonhos cantados.

Os prazeres singelos são o último refúgio dos homens complicados. (Oscar Wilde)

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Despedidas


Agora eu sei das inquietações que andam no meu peito. É das despedidas pendentes que ele está reclamando. É da minha vontade egoísta de nunca querer me despedir de pessoas, momentos e até mesmo desse blog. Como assim eu não consigo ter coragem de admitir que ciclos estão se encerrando? Eu ainda tenho vontade de mandar e-mails, de me despedir de pessoas que na verdade já não fazem ou nunca fizeram parte da minha vida. Acabou. Siga em frente. Tenha coragem! Um futuro totalmente diferente de tudo o que já vivi me aguarda em exatos 16 dias. Europa, ah minha querida Paris, me espere que eu estou chegando. Quero te contar tantos segredos e eu espero que você me ajude a realizar muitos outros.  Venho me despedir de vocês que acompanham esse blog e dizer um MUITO OBRIGADA! Esse blog será como aquela gaveta em que se guarda de tudo e sempre que você tenta arrumá-la encontra aquela fotografia antiga, aquele bilhetinho já esquecido e que ao ler te transborda nos mais diversos sentimentos e lembranças.

Um comentário:

Ana Emília Castro disse...

Boa viagem e tudo de bom para ti.