Eu escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida.

(Clarice Lispector)
Minha foto
" Pedi minhas contas, viajei e caí no mundão. Vou ver o mundo tendo o mundo como anfitrião. Florestas, rios, cidades e litorais. Pessoas, sentimentos, tradições e rituais.Colocarei meus pés em trilhas, pedras, manguezais. Fazendo o elo entre meus filhos e meus ancestrais. Serei sincero com o meu verdadeiro ser. Quero servir, quero ensinar, eu vim pra aprender. "

Semeiam Comigo *

Músicas

Músicas
Dos sonhos cantados.

Os prazeres singelos são o último refúgio dos homens complicados. (Oscar Wilde)

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Ilegível

Posso ser covarde em muitas atitudes, mas eu não me escondo atrás das minhas palavras. Não me escondo em uma afirmação, o que é com tanta certeza, sempre duvido.




*

p,s; Ame a pessoa que está ao seu lado.

6 comentários:

Luu disse...

Muita afirmação só nos causa interrogações, uma pulga atrás da orelha.

Estava me sentindo assim há algumas semanas..

E obrigada pelo sorriso, eu fiquei muito feliz. Sorria sempre Blá! :D

Beijos ;*

Maggie May disse...

para amar tem que saber ler, saber ver e principalmente saber ouvir...

Tatiana Moreira disse...

Fortes palavras... Seriam de um coração sofrido por uma mágoa?
Espero que não!
Um abraço carinhoso

Gizelle disse...

Gostei muito daqui,estou seguindo

beijos
www.porcoisas.blogspot.com

Viiviih M. disse...

Que lindo seu blog,tens uma sensibilidade incrível.Conheci o blog no "Dois e Dois são quatro" e apaixonei-me por sua escrita.

Dellone disse...

Olá srta Roberta!
Obrigado por sua honrosa presença
no meu "Silêncio". Volte Sempre!

Sua forma de escrever é bela
Leve e ao mesmo tempo intensa!

Está de parabéns!

BOAS FESTAS
e UM FELIZ ANO NOVO!