Eu escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida.

(Clarice Lispector)
Minha foto
" Pedi minhas contas, viajei e caí no mundão. Vou ver o mundo tendo o mundo como anfitrião. Florestas, rios, cidades e litorais. Pessoas, sentimentos, tradições e rituais.Colocarei meus pés em trilhas, pedras, manguezais. Fazendo o elo entre meus filhos e meus ancestrais. Serei sincero com o meu verdadeiro ser. Quero servir, quero ensinar, eu vim pra aprender. "

Semeiam Comigo *

Músicas

Músicas
Dos sonhos cantados.

Os prazeres singelos são o último refúgio dos homens complicados. (Oscar Wilde)

domingo, 23 de janeiro de 2011

Do amor que transborda


Há risos que já não me fazem rir. Existem aqueles que já não abraço como antes. Será que não os amo mais? Duvido. Eles são do tipo: "impossível de não se amar". Eu que sempre fui a errada. A que sente demasiado. A que não sente nada. Mocinha? Jamais. Eu nunca fui boazinha com os meus queridos. Sempre exigi deles o que por muitas vezes não dei. Talvez seja por isso que o meu peito anda tão pesado ultimamente. É excesso de amor recebido. E o que se faz com tanto amor? Se doa. Se eu quero ser solidária? Depende. Quando se trata de amor só consigo doá-lo quando ele está transbordando. Quando foge do meu alcance contê-lo. Os meus olhos explodem em lágrimas e eu derramo todo aquele sentimento contido. Nunca soube amar em doses pequenas. Meu amor é um afago para os loucos e uma bofetada para os despreparados. Costumo vê-lo em espirais, envolvendo cada partícula de seu alvo. É como se ele quisesse absorver a pessoa inteira de uma vez. Vazio. Sinto passos ecoando em meu coração. Olá? Amor? Silêncio. Então, eu percebo que não é o amor que está ali. A única coisa capaz de calar o meu coração é a falta. Ela se senta e eu sei que não irá embora tão cedo. Por vezes eu preciso dela. A sua presença me faz perceber o quão ruim é a ausência. E ela só vai embora quando eu sussuro baixinho: "Pode ir agora, eu entendi. Quando ele vier de novo eu prometo libertá-lo. Não o quero só pra mim." Sorrindo ela diz: " Seu coração sempre me deu trabalho Roberta. Ele é grande demais para o meu vazio. " Ao sair, ela deixa na porta um aviso: " Precisa-se de amor verdadeiro, do tipo que se doa sem esperar receber outro em troca. "

14 comentários:

Dave disse...

Precisa-se do amor mais raro, porém o mais sincero e honesto do mundo. Aquele que só realmente quem ama de verdade e com sua mais profunda essência é capaz de doá-lo.

Beijo.



PS. Saudade de ler você...

Vanessa Souza Moraes disse...

Para quê um coração tão grande? :)

http://vemcaluisa.blogspot.com/

Lua disse...

bonitas as palavras!


beijo ;)

Tatiana disse...

Gosto de vir aqui pois as emoções ficam sempre afloradas dentro de mim...
Tenha uma ótima semana!
Um beijo carinhoso

Matheus N. disse...

"a que sente demasiado"

eu fico me pergutando se ser invadido assim vai sempre soar como pecado.

o amor tem seus ensaios.. mas no nosso caso a gente estreia. ô se estreia.

Rach disse...

A última frase foi a imagem perfeita de mim mesma. Eu só pareço dar amor quando ele transborda, também. Como se me esquecesse que o tenho.

Gostei muito, mesmo mesmo muito! Está impecavelmente bem escrito...****

Samuel Cardim disse...

Roberta suas palavras me tocaram intensamente. Sucesso sempre!

Lidiane Fiss disse...

Simplesmente LINDA!!! Amei, amei amei!! =)

Amo seu blog.
Beijinhos.
Passa no meu.
;)

Luu disse...

A garota flor que só ama intensamente. Gostei

Beijos Blá :*

Dave disse...

Saudade dessa Garota Flor, essa Flor de Garota =)

Mariposa disse...

Acredito que seja mudanças, forma de pensar, se sentir de agir, caminhos diferentes
o que antes te supria, hj nem faz mais parte de vc
não eh questão de gostar ou não e sim de mudar, acontece
mt bom o post
bjs flor

Josiana Rezzardi disse...

Fantástico, garota!
Sentimentos linha a linha, adorei seu jeito tão particular de escrever!
Um beijo

Letícia Arruda disse...

Boa Noite linda !!! Adorei o seu blog ele é muito interessante!!! To seguindo você, me segue tambem !!!
Abração
http://lettymorenaa.blogspot.com/

Júlia Borges disse...

Como é bonita sua escrita...
Me encontrei em vários pedaços. Porém hoje, meu amor se alojou bem pertinho...

http://equeroquevocevenhacomigotododia.blogspot.com/