Eu escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida.

(Clarice Lispector)
Minha foto
" Pedi minhas contas, viajei e caí no mundão. Vou ver o mundo tendo o mundo como anfitrião. Florestas, rios, cidades e litorais. Pessoas, sentimentos, tradições e rituais.Colocarei meus pés em trilhas, pedras, manguezais. Fazendo o elo entre meus filhos e meus ancestrais. Serei sincero com o meu verdadeiro ser. Quero servir, quero ensinar, eu vim pra aprender. "

Semeiam Comigo *

Músicas

Músicas
Dos sonhos cantados.

Os prazeres singelos são o último refúgio dos homens complicados. (Oscar Wilde)

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Voar

Ela diz:
- Mundo, eu queria ter asas para voar sobre seus oceanos e pousar nas suas mais belas paisagens.
Mundo sorri e responde :
- Mas você já tem asas! Vá na sua estante, pegue aquele livro e ao abrí-lo você imediatamente abrirá as suas asas, a partir daí minha cara, o seu combustível é sua imaginação.
Aproveite o vôo.

6 comentários:

Emely disse...

Doce Inocencia
=)

Juliano disse...

Te ler é sempre assim: tão leve, tão lindo e de fato me da asas.!

Beijoooos Roberta

michely321@hotmail.com disse...

Nada como conhecer novos horizontes sem sair do lugar.

André S. Lima disse...

tenho essa mesma visão sobre leitura :)

Lucas Tiago disse...

Exatamente...

Wania disse...

Que nunca nos falte asas e nem combustível para voar!

Lindo post, Roberta!

Bjão