Eu escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida.

(Clarice Lispector)
Minha foto
" Pedi minhas contas, viajei e caí no mundão. Vou ver o mundo tendo o mundo como anfitrião. Florestas, rios, cidades e litorais. Pessoas, sentimentos, tradições e rituais.Colocarei meus pés em trilhas, pedras, manguezais. Fazendo o elo entre meus filhos e meus ancestrais. Serei sincero com o meu verdadeiro ser. Quero servir, quero ensinar, eu vim pra aprender. "

Semeiam Comigo *

Músicas

Músicas
Dos sonhos cantados.

Os prazeres singelos são o último refúgio dos homens complicados. (Oscar Wilde)

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Dos sorrisos radiantes


O seu ar petulante e seus cabelos revoltos só mostram que ela não serve para ser domada. Ela nunca gostou de ganhar seus beijos, bom mesmo era roubá-los. Ao morder suas bochechas ela realmente queria irritá-lo. Acredite, nada no mundo era mais bonito de se ver. Ao fechar a cara e depois amolecer com um sorriso do tipo "eu não resisto a você" , ela tinha certeza de seu amor e só assim, com o coração repleto do melhor sentimento, ela radiante, sorria também.

5 comentários:

Laís Pâmela disse...

Adoro as que não conseguem ser dominadas! Isso me dá um ar de força!

Adorei seu blog.
Seguindo@
Beijo.

Yohana Sanfer disse...

Adorei! Me vi por aí...rs

Karla Thayse Mendes disse...

Essa menina-flor guarda mesmo uma caixinha de palavras bonitas dentro de si. Amei!

Beijo Robertinha

Sahara Higino disse...

O ar de moça|mulher,
leva qualquer homem
no arrasta pé.

Mulheres de enredo,
São fartas!

Maria disse...

Que texto bom de ler, moça.
A gente quase pode vê-la irresistível, atraente, teimosa... Uma graça!

meu beijo