Eu escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida.

(Clarice Lispector)
Minha foto
" Pedi minhas contas, viajei e caí no mundão. Vou ver o mundo tendo o mundo como anfitrião. Florestas, rios, cidades e litorais. Pessoas, sentimentos, tradições e rituais.Colocarei meus pés em trilhas, pedras, manguezais. Fazendo o elo entre meus filhos e meus ancestrais. Serei sincero com o meu verdadeiro ser. Quero servir, quero ensinar, eu vim pra aprender. "

Semeiam Comigo *

Músicas

Músicas
Dos sonhos cantados.

Os prazeres singelos são o último refúgio dos homens complicados. (Oscar Wilde)

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Explícitos

Os meus sentimentos sempre foram explícitos. Nunca de fato se importaram em que situação me deixariam, se por algum motivo, resolvessem se rebelar. O meu coração não é a sua única morada. Eles se expressam em cada partícula do meu corpo. Em um franzir de sobrancelhas, em um lacrimejar de olhos, em canções que a minha boca não cansa de entoar. Eu penso nos meus sentimentos como um mosaico. No princípio você se atordoa com tantas cores diferentes e pensa que tudo aquilo não passa de um incompreensível caos. Alguns desistem e logo sem põem a andar para bem longe daquela mistura, que mais parece uma alucinação. Entretanto, existem outros que se dispõem a sentar e observá-lo. E eu percebo que esses não estão ali para tentar compreendê-lo e sim para admirá-lo. São pessoas que conseguiram enchegar a beleza em meio a confusão, que conseguiram sorrir com a imperfeição das formas e aceitar que juntas elas formam um todo, que juntas elas são perfeitas. Então você percebe, que essas pessoas decifraram muito mais que um mosaico difuso de sentimentos. Elas conseguiram alcançar o outro lado do seu coração, aquele lado que separa o medo do amor verdadeiro.

12 comentários:

Evelyn Ceinwyn . disse...

Sentimentos, sentimentos... Não foram feitos mesmo para serem guardados.
E que teus sentimentos voem cada vez mais alto, nas asas da emoção da vida.

dear sarah disse...

Primeiramente que blog lindo que tu tens, parabéns!
E esse texto? fortíssimo, temos que deixar os nossos sentimentos falarem por nós. E prazeroso!

um bj florzinha.

Ju Fuzetto disse...

Meu Deus que lindo texto!!!

Me vi em todas as linhas!!

Parabéns vc escreve com o coração saltando pela boca!!

beijocas

Lizzy S. disse...

Palavras muito boas.
Ainda não consegui encarar por completo este meu mosaico, mas aos poucos as coisas se fundem.
beijos.

dear sarah disse...

Ah querida, obrigada pelo carinho no meu blog..

tenha um lindo final de semana, bjs!

Brena disse...

Que texto lindo!

É muito lindo o jeito que você se expressa, se soubesse me expressar pelo menos um pouco como você, acho que as coisas seriam melhores pra mim!

Sandra disse...

Temos uma amiga em comum..
Então venha ver.
Lhe convido para ver quem está comigo aqui.
É um prazer te receber neste cantinho. Venha dar uma olhadinha. Tenho certeza que vai gostar.
http://sandraandradeendy.blogspot.com/
Carinhosamente, vou te esperar. Aqui grandes amigos se encontram e se revelam. Carinhosamente,
Sandra.

Amigos são flores plantadas com muito carinho.

★★ GIZA ★★ disse...

OLÁ
ADOREI SEU BLOG E ESTOU TE SEGUINDO
ME FAÇA UMA VISITA E ME SIGA
VOU ADORAR QUE SEJAMOS AMIGAS
BEIJOS

Tatiana disse...

Poucos alcançam esse lado...Mas o que lá chegam não querem voltar!
Deixo um beijo carinhoso para você!

Rebeca Amaral disse...

Uau! Que texto, menina!
Mais uma vez estou eu aqui pra repetir que me encontrei demais em suas letras. Também tenho sentimentos assim, aquarelados e difusos. Sensações que confundem a todos, inclusive a mim mesma.
Mas um dia a gente encontra um jeito de classificar nossos sentidos, ou de pelo menos, entendê-los.

Beijos, querida.

Be Lins disse...

Olá, Roberta.

Que saudades, que bom ter suas palavras, obrigada.
Sabe, lendo esse seu post, tb fiquei pensando sobre coisa estranha, sobre esse medo do amor.

Bom Dia, Flor!

• 'A mєηiηα por trαs da vidrαçα disse...

Olá, querida!
obgda por sua visita e palavras.
É muito bem-vinda, viu?
Tbm estou te seguindo. São bons os encontros e às vezes melhor ainda é não perder-se.
Parabéns pelo texto.
Conseguirmos ser felizes, verdadeiramente, quando conseguimos decifrar esse "mosaico difuso de sentimentos" e retirar dele o que há de mais essencial.

Um grande abraço!

Te "vejo" Por trás da vidraça ;)