Eu escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida.

(Clarice Lispector)
Minha foto
" Pedi minhas contas, viajei e caí no mundão. Vou ver o mundo tendo o mundo como anfitrião. Florestas, rios, cidades e litorais. Pessoas, sentimentos, tradições e rituais.Colocarei meus pés em trilhas, pedras, manguezais. Fazendo o elo entre meus filhos e meus ancestrais. Serei sincero com o meu verdadeiro ser. Quero servir, quero ensinar, eu vim pra aprender. "

Semeiam Comigo *

Músicas

Músicas
Dos sonhos cantados.

Os prazeres singelos são o último refúgio dos homens complicados. (Oscar Wilde)

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

À prova d'água

Eu sabia que a tempestade viria. Era praticamente impossível impedí-la de pairar sobre meu coração. Os frios constantes na barriga já era o sinal que o tempo dentro de mim estava mudando. Eu ouvi a chegada dos trovões com as suas palavras, elas faziam um som aterrorizante dentro do meu peito. Logo, as primeiras gotas desta tempestade começaram a escorrer pelos meus olhos. Eu estava encharcada de lágrimas e sentimentos doloridos. Procurei abrigo nos seus olhos mas tudo o que eu vi foram relâmpagos de mágoa e raiva. A minha respiração, tão inconstante quanto aqueles ventos que podem lenvantar desde um fio de cabelo até o telhado de uma casa, não me deixava falar o que estava pensando. Você foi embora, mas a tempestade provocada deixou rastros de destruição dentro e fora de mim. Meus olhos incharam e meu coração sofreu uma inundação de tristeza nunca antes registrada. Fui procurar no meio dos destroços algum resquício de sentimentos bons. Então, encontrei a esperança e admirada percebi, que ela era à prova d'água.

15 comentários:

Maryama* disse...

Uma tempestade inconstante de sentimentos me preencheu ao ler seu texto, Flor.
Após a tempestade, é chegado o tempo das canções.
Eu amo muito você ♥

Maria disse...

Que final fantástico, moça. Ainda bem que ela resiste, ainda bem!

Meu beijo

Lucas Tiago disse...

Pode chover... a água pode subir... pode vir enchente... A esperança existe até a calmaria chegar.

Juliano disse...

Nossaaa Lindo de mais.
A esperança é a prova d'agua e de muito mais coisas.

Depois da tempestade, sempre vem a bonanza.

Beijooooos

Verônica disse...

A esperança é a ultima que morre.

adorei seu texto, e me emocionei com ele. perfeito!

to seguindo, se der da uma passadinha no meu também
Beijos s2 :*

André S. Lima disse...

relacionamentos sempre nos surpreendem assim como tempestades, adorei essas suas comparações :)

Lua disse...

Nossa, perfeito Roberta!
E é bom ler que a esperança é a prova d'gua, to precisando ouvir isso.

Bom fim de semana querida, beijos!

Doris disse...

a relação entre a natureza e nossos fenômenos... lindo seu texto! e a esperança, essa nunca nos abandona mesmo.

Olga disse...

gostei (: e que negocinho legal é aquele dos peixinhos coloridos? rs

http://velhocuringa.blogspot.com
obs: comece a ler do primeiro post.

Luh* disse...

Que texto lindo menine! *-*
a tempestade nos faz er outros lados!
beijos

renata disse...

esperança a prova d'água é lindo...

beijos!

Karla Thayse disse...

Que encanto...
Lindo lindo, como tudo que eu colho daqui.
Uma semana de luz pra você Flor!
Beijoo

Camila disse...

Eu sabia que a tempestade viria.

a gente sempre sabe, mas nunca esta pronto ;/

bejoos

On The Rocks disse...

você tem um jeitinho todo especial para a escrita. é doce e meigo.

até mais,

tarcísio.

Algo de mim disse...

Acho que se voce terminasse de outro jeito, voce acabava comigo e me fazia ficar chorando aqui na fente! haha
adorei demais querida!
me lembrou coisas, que infelizmente nao sao lembrancas boas. Na verdade me trouxe um medo, um medo de perder alguem muito querido, alguem que ate 'e a minha inspiracao atual. Mas como voce mesma disse, sempre existe a esperanca. A esperanca de um dia retorne, ou no meu caso, a esperanca de que nunca va embora.
Adoro seu blog demais! Adoro seus comentarios.
Beijos mil